Sementes

Você sabe como é feita a coleta de amostras para realização de uma análise de solo?

Para chegarmos ao êxito de algo que almejamos muito, dependemos de alguns fatores, o quesito sorte pode estar atrelado a isso, porém, na agricultura, as coisas não funcionam como uma simples “receita de bolo”. É importante seguir etapas para que no futuro, nosso objetivo seja alcançado da melhor forma possível.

Antes de se preocupar com a escolha da forrageira que será implantada na propriedade, é interessante, fazer a coleta de amostras de solo que nos auxiliará no preparo.

Materiais essenciais:

  • Enxada, Trado holandês ou até mesmo uma Sonda;
  • Baldes de plástico limpos;
  • Sacos plásticos.

Antes de realizar a coleta, é necessário escolher os pontos que serão amostrados na propriedade. Feito isso, é preciso limpar bem a superfície de cada ponto, não se esqueça de evitar locais com acúmulo de excremento animal, formigueiros, cupinzeiros, buracos de tatu, linha de adubação, linha da roda do trator (área mais compactada), longe de árvores, trilheiros feitos pelos animais e reboleiras de capim com colorações diferentes. 

Pensando em abranger grande parcela da área amostrada, é essencial que o processo seja no sentido “zig-zag”, coletando no mínimo 15 subamostras e, para cada buraco feito, deve ser retirada uma fatia de solo com 20 cm de profundidade. Em seguida, as subamostras devem ser homogeneizadas em um balde ou um saco plástico, formando assim, uma amostra composta. Após essa homogeneização, separe dois saquinhos com 300g de solo cada, sendo que, um deles, servirá de contra amostra caso ocorra alguma dúvida nos resultados das análises laboratoriais e ocorra a necessidade de repetir o mesmo.

É fundamental anotar no saquinho: 

  • Nome da propriedade;
  • Nome do proprietário;
  • Local onde foi coletada;
  • A profundidade;
  • Cultura estabelecida e a que será implantada.

Após a realização de todos os procedimentos orientados acima, é preciso levar as amostras até um laboratório de análise de solos e, assim que os resultados ficarem prontos, entrar em contato com um engenheiro agrônomo, para que as recomendações necessárias sejam feitas, de acordo com o laudo de análise emitido pelo laboratório.

Para mais informações, vamos transmitir uma live que abordará o tema trabalhado nesse artigo. Inscreva-se gratuitamente clicando no link: https://bit.ly/2DBQalB.